Vale mais a pena pegar empréstimo
ou vender precatório?

Publicado em Venda de Precatório
em 31 de julho de 2020
Precisa de dinheiro? Vale mais a pena pegar empréstimo ou vender precatório?

Entenda as vantagens e desvantagens de um empréstimo e da venda do seu precatório

O Brasil vinha se recuperando de uma grave crise nos últimos anos. Taxas de juros estavam caindo, apesar da alta inflação, e uma economia tentando se reerguer. No entanto, 2020 chegou e revelou uma nova crise econômica no país.

Nesse cenário não é difícil encontrar quem esteja precisando de dinheiro. Muitas vezes essa pessoa até possui uma reserva financeira em investimentos que não pode sacar, ou um precatório que ainda não tem prazo de pagamento definido.

Com essa necessidade de dinheiro para acertar uma dívida ou ter mais equilíbrio financeiro para enfrentar a crise, o que fazer então? Pegar um empréstimo ou vender o precatório?

 

Qual valor você precisa?

Primeiro, precisamos estruturar o valor que você precisa: suponhamos que seja um valor de R$ 60 mil para iniciar um negócio, por exemplo. Não precisa ser apenas para esse fim, mas podemos usar esse motivo como exemplo.

Esse é um valor considerável, que pode te ajudar a iniciar o seu negócio e, dependendo da forma que você consegue esse valor, pode garantir uma segurança maior nesse momento crucial para um novo empreendimento.

Imagine pegar um empréstimo com taxa de juros baixa, mas que exige pagamentos mensais em um período complexo como esse? Pode ser complicado para um momento de começo de negócio, que acaba exigindo um certo capital de giro no caixa.

 

Condições de um empréstimo

O Banco do Brasil, por exemplo, garante empréstimos pessoais e corporativos com algumas condições, mas como se trata de um empréstimo, sempre há a condição do pagamento mensal, não há outra saída.

Algumas das condições de um empréstimo pessoal no Banco do Brasil são a carência mínima de 60 dias, por exemplo, em alguns tipos de empréstimo existe a possibilidade de flexibilização, ficando 1 ou 2 meses sem pagamento de parcela uma vez a cada ano do contrato de pagamento.

As condições variam de empresa para empresa, de banco para banco. Mas, como falamos, ele sempre terá a condição de pagamento. É preciso estudar atentamente cada uma das condições dos bancos, comparar benefícios e formas de pagamento, taxas de juros, entre outros pontos.

O fato é que um empréstimo sempre terá uma desvantagem com relação à venda de um precatório: a necessidade de pagamento desse empréstimo.

 

Condições da venda o Precatório

Vender um precatório é uma escolha mais sensata se você precisa de dinheiro rápido e seu precatório ainda vai demorar um pouco mais para sair. Vamos imaginar o seguinte cenário: você possui um precatório estadual no valor de R$ 97 mil e quer recebê-lo rapidamente.

Você opta pela venda deste precatório já que o pagamento dele foi novamente adiado pelo Governo através de outra medida provisória e não existe mais garantia de pagamento pelos próximos 4 anos, por exemplo. A empresa que você escolheu tem uma proposta com deságio de 30%.

Isso significa que seu precatório de R$ 97 mil sofrerá um desconto de R$ 29.100,00. No total, você receberá R$ 67.900,00, tendo que considerar também alguns descontos de imposto de renda que aproximarão o valor líquido dos R$ 60 mil.

Os grandes diferenciais neste caso são:

  • Você não tem que pagar nada de volta. O dinheiro é seu para você usar como achar melhor;
  • Não existe carência. Você recebe o dinheiro em até 5 dias úteis;
  • Você recebe tudo à vista, igual no formato de empréstimo;
  • No caso da Precatórios Brasil, o pagamento é garantido pelo BTG Pactual, maior banco de investimentos da América Latina.

Mas olha que interessante se fizermos um comparativo entre as taxas de empréstimo e de venda do precatório se considerarmos o valor de R$ 60 mil que o credor precisa para começar um novo negócio:

– Venda do precatório = R$ 60 mil à vista sem necessidade (30% de deságio + 6,25% aproximadamente de descontos dos impostos)
– Empréstimo no banco = R$ 60 mil à vista + 0,99% ao mês

Vale repetir: o grande problema é que, com um empréstimo no Banco, você tem a obrigação de pagar o valor total junto dos juros que correm mensalmente. Isso significa que, em apenas 1 ano de dívida, você já terá um valor de mais de R$ 67 mil para pagar.

Faça como o seu Antônio,
Consulte seu Precatório

Acesse o site Precatórios Brasil e consulte agora mesmo. É prático, rápido e seguro!

Artigos Relacionados

Assine nossa newsletter e fique por dentro das nossas novidades.

Cadastro realizado com sucesso