Confira como vender
seu precatório
de forma segura

Publicado em Venda de Precatório
em 11 de outubro de 2019
Vender meu precatório é seguro? Quais cuidados preciso ter?

Quais são os principais pontos de atenção na hora de fazer a negociação de um precatório para evitar um golpe?

O processo para receber um Precatório é longo e já falamos disso algumas vezes aqui no Blog Precatórios Brasil. Filas de espera enormes, com regras para recebimentos prévios por conta de doenças ou pela idade. Isso tudo gera uma insatisfação cada vez maior entre os credores dos documentos.

Essa insatisfação tem movimentado de maneira intensa o mercado de venda de precatórios. Mais e mais pessoas estão optando pela venda e esta realmente é uma ótima opção para quem não quer ficar aguardando por anos o momento do pagamento.

Entretanto, uma dúvida na cabeça do credor é comum: vender meu precatório é seguro? Quais são os cuidados que preciso ter para que a venda seja realizada da forma mais segura possível, sem surpresas desagradáveis?

 

Vale a pena vender o meu precatório?

Há casos e casos. Se o seu título é um precatório federal, a previsão de pagamento tende a ser mais rápida. Já para precatórios estaduais e municipais, os pagamentos costumam demorar muito mais. Em alguns casos, até décadas. Ou seja, a venda se torna uma opção ainda mais interessante.

Quando falamos de um credor com uma doença grave ou uma grande dívida no banco, por exemplo, adiantar o pagamento também pode ser uma boa ideia. Isso porque a doença grave geralmente é debilitante e exige cuidados constantes, o que geralmente têm altos custos.

A mesma coisa para dívidas no banco: altos custos com juros podem transformar uma dívida – que às vezes já é bem grande – em algo ainda maior já no curto prazo. Existem casos de dívidas que aumentam R$ 1.000,00 em 3 meses por conta dos altos valores. Em outras palavras, o dinheiro adiantado pode resolver uma grande “bola de neve” financeira.

Uma ideia interessante é, se o credor tiver bastante confiança em seu advogado que está cuidando do precatório, pedir informações do processo e dos prazos para avaliar se vale a pena adiantar o recebimento dos valores com a venda do documento para resolver pendências.

Você não precisa esperar pelo pagamento do seu precatório.

Vender seu precatório pode te ajudar nesse momento incerto.

VENDA AGORA

 

Os cuidados com a venda do seu Precatório

Fraudes acontecem todos os dias no país, isso a gente já sabe bem. E os criminosos estão passando a usar técnicas cada vez mais sofisticadas. Eles atuam nos mais diversos golpes e, apesar das fraudes com precatórios não serem uma prática tão comum, elas também fazem vítimas em vários Estados do país.

Mas dá para ter alguns cuidados na hora de vender seu precatório:

 

1- Contato do banco: melhor ficar esperto

Já falamos em outro artigo sobre quais são as duas únicas instituições bancárias que ficam responsáveis pelo pagamento do Precatório oficialmente: Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal.

No entanto, mesmo com essa responsabilidade, nem a Caixa nem o Banco do Brasil entram em contato com você falando especificamente sobre seus precatórios, passando informações específicas, oferecendo propostas de compra do precatório, ou pedindo dados pessoais para fazer algum tipo de consulta do seu valor no banco.

Procure oferecer suas informações do precatório para empresas reconhecidas no ramo de vendas de precatório. Assim, você não corre risco de ser vítima de uma fraude.

 

2- Não gaste dinheiro com documentações dos precatórios

Se você vender seu precatório para uma empresa que faz um bom trabalho, ela não vai exigir que você tenha que entregar documentações e certidões para fazer a compra. Essa definitivamente não é uma boa prática do mercado de precatórios.

Você está buscando praticidade e agilidade. Tudo o que não quer agora é mais uma burocracia com a impressão de certidões, visita a cartórios e outras instituições apenas para providenciar um documento ou certidão que ainda por cima não te garante a compra do precatório.

A maior parte das empresas confiáveis do mercado de compra e venda de precatórios exige apenas uma cópia simples da sua identidade, CPF e comprovante de residência. Apenas no momento de assinatura do contrato de venda é que você assina o documento no cartório.

 

3- Pagamentos: só à vista

Procure não fazer negócios com empresas que negociam a compra do precatório com pagamentos parcelados. Tente negociar com empresas que pagam no ato da assinatura do contrato. Isso porque algumas empresas ou investidores negociam de forma parcelada o pagamento e acabam se aproveitando disso para atrasar o pagamento ou até mesmo não efetuar pagamento algum.

Quando você vê, caiu em um golpe que parecia um processo totalmente honesto e correto. Corra disso mesmo se estiver fazendo o processo de venda com o seu advogado. O risco de dor de cabeça com a venda a prazo é enorme então é melhor optar por uma venda à vista.

 

4- Você conhece quem está comprando o seu precatório?

Faça as verificações básicas e até as mais avançadas da empresa que está interessada no seu precatório. Algumas das informações que você precisa confirmar antes de começar a negociar seu documento:

  1. Ela tem um site atualizado?
  2. Ela tem telefone atualizado e que atende na hora?
  3. Ela tem e-mail? Envie um e-mail para verificar se eles vão responder.
  4. Ela tem redes sociais atualizadas?
  5. Ela tem alguma reclamação em sites como Reclame Aqui ou outros do tipo?

Não esqueça de verificar também a situação do CNPJ da empresa. Você pode pedir para o seu advogado fazer isso por você, pois ele possui acesso a outras ferramentas que garantem uma avaliação mais precisa.

Se a empresa apresenta esses problemas ou está com o CNPJ mal avaliado, é melhor evitar fazer negócio com ela, mesmo que a proposta seja muito boa. É sempre bom desconfiar, em especial quando você tem motivos para isso.

Outra boa dica é verificar quem são os sócios da empresa. Se ela está escondendo quem são eles, pode ser que existam processos irregulares da empresa, pelos quais eles podem ser responsabilizados, por isso não estão sendo transparentes com a divulgação dessa informação.

 

A venda do precatório é segura?

Se feita com uma empresa confiável, sim. A resposta é simples se você seguir os pontos que levantamos acima. Você precisa encontrar empresas que trabalhem dessa forma e que de preferência tenham sua operação fortalecidas por instituições bancárias confiáveis. Assim, o risco de fraude diminui e você poderá desfrutar com tranquilidade do valor recebido para fazer o que quiser com o dinheiro, seja pagar aquela dívida, fazer uma viagem, investir em um novo negócio ou financiar um carro ou casa.

Quer mais sobre atualizações de leis de precatórios, valores, regras, tipos, vendas de precatórios municipais, estaduais e federais? Então consulte aqui a situação do seu precatório ou mande um e-mail para contato@precatoriosbrasil.com. Você também pode ligar para (11) 4003-9058. Não se esqueça de compartilhar este post com os seus amigos e familiares. Até a próxima!

Faça como o seu Antônio,
Consulte seu Precatório

Acesse o site Precatórios Brasil e consulte agora mesmo. É prático, rápido e seguro!

Artigos Relacionados

Assine nossa newsletter e fique por dentro das nossas novidades.

Cadastro realizado com sucesso